terça-feira, 21 de julho de 2009

Amigos, Amigos, Vidas a Parte!

Ontem foi dia do amigo.
Lembrei-me de grandes momentos, de grandes pessoas, de grandes acontecimentos que vivi com os amigos que ficaram pelo tempo. Não sei dizer se hoje me sinto frustrado com algumas pessoas, por esperar uma coisa e receber outra. Eu só sei de mim. Sei que fui um Amigo com “A” maiúsculo, pois pra mim não importava o que fosse, aonde fosse, como fosse, precisando de mim, eu estava lá. Pra falar, pra ouvir, pra não dizer nada, pra curtir o vento, pra ouvir música, pra olhar paisagens, pra visitar lugares, pra brigar, pra brincar, pra beber, pra fumar, pra chorar, pra sorrir. Alguns já não são tão presentes como poderiam ser, outros nem precisam, mas mesmo assim, sinto falta de todos. Uns possuem bons motivos para ter se distanciado, outros tem mais desculpas esfarrapadas do que eu tinha pra minha mãe quando ela me mandava acordar pra ir pro colégio. Ontem não liguei pra ninguém, não mandei e-mail, mensagens, scrap’s, cartas, telegramas, sinal de fumaça. É algo como se fosse meu desabafo, algo que diz assim: Não lembrei de você, você não é mais tão importante para mim. Só que isso é uma mentira. Uma GRANDE mentira.
Porra! Eu sempre com esse meu sentimentalismo, não consigo levar adiante certas coisas.
Lembrei de todos. Pensei em ligar pra todos, mandar e-mail, mensagens, scrap’s, cartas, telegramas, sinais de fumaça, só que não o fiz. Não me sinto arrependido, mas me sinto chateado. Poxa! Devia ter feito alguma coisa. São todos muito importantes. São todos um pedacinho da minha história, da minha personalidade. Apesar de não ser preciso um “dia do amigo” para se homenagear alguém, já que temos todos os dias do ano para fazer isso, mas ontem senti que era um dia especial, não por ser dito o “dia do amigo”, mas por eu estar sentindo aquele dia especial, somente. E dias especiais não se deixa passar em branco. Eu fiz isso. Deixei passar em branco, mas olhando por outro lado, alguns deles também o deixaram. Acho que não sentiram o quanto o dia de ontem foi especial. Pode ser que o dia especial deles seja próximo sábado, ou daqui a duas semanas, ou quem sabe daqui a um mês. Sei lá! De alguns estou esperando esse dia especial há alguns anos. E pelo visto não chegará tão cedo.
Agradeço ao Vinny pela mensagem no celular e ao Fabiano Tanja pelo scrap, foi simples, mas bem bacana, especial mesmo, e agradeço a Taty dos tempos da CONTAX, foi uma das coisas mais legais que já li. A gente faz certas coisas e nunca imagina que um pequeno gesto, uma pequena palavra possa fazer diferença na nossa história de vida e na história dos outros. Quem dera outra pessoas pensassem assim como vocês. Um e-mail não custa nada, uma mensagem não custa nada, um scrap não custa nada, mas podem valer tanto, serem tão especiais.
Estou aqui reclamando e alguém pode dizer, sim Rafael, mas você também não fez nada. É. Mas eu tenho crédito. Sei que tenho. Podem dizer o contrário que não existe crédito por achar que ao se dedicar mais ou menos a um amigo se está em vantagem, mas eu sei que fiz mais do que alguns precisavam, mais do que alguns mereciam. Sabe o que mais me chateia. Saber que hoje meu filho tem 3 anos e 6 meses e me pergunta se alguns daqueles a quem me dediquei apareceram para pelo menos vê-lo, falar com ele, brincar com ele. A resposta é NÃO! Foram poucos, e a esses sim, eu tenho sinceros sentimentos de amizade. Porque falamos de um filho, a coisa mais importante que existe pra uma pessoa, às vezes tão importante quanto ela mesma.
Fica aqui meu desabafo e meu desejo a todos que fizeram parte da minha vida como amigo.

SEJAM FELIZES!

EU SOU!

6 comentários:

Espião disse...

Escreveu isso chorando? Nossa que coisas triste de comentar, todos nós temos que nos adaptar a viver semi-só, poucas pessoas vão ficar com você em vida, mais na sua morte vai está lotado!

Tatyana França disse...

Rafix, tuas palavras deixam mais do que claro como é se decepcionar com uma amizade ou com várias.
Não sei bem o que dizer da tua atitude, mas acho que eu faria o mesmo ou algo parecido.

Não posso dizer que é fácil passar por cima, fingir que nada aconteceu... Sei lá, certas coisas não há como fingir. Mas posso dizer que gostei do teu jeito simples de expôr as coisas e, bom, tomara que alguma dessas pessoas que fizeram parte da tua história possa aparecer ao menos aqui e ler o que tu escreveu, saber como tu se sente.

Bj*.

p.s.: De nada ;) Que bom que gostou, hehe.

Sarah disse...

Sei que entre nós, não é preciso palavras, e da mesma forma, q sinto seu abraço, nos momento que desespero, quero que sinta, que não está só, nunca esteve!!
Qdo tudo isso meu passar, sei que ainda podemos contar um com o outro.!
TE AMO!

Rodrigo disse...

Todo dia é dia do amigo ah quem se quer bem, manifestaçãoes podem marcar, mais o dia a dia prova muito mais. Então hoje e sempre você é lembrado como um amigo.

Juízo!

Ah e tá show o blog. adiante!

Ana Giselle disse...

Tem gente que AINDA LEMBRA de ti, bestao :P

Tatyana França disse...

só uma palavra: atualize!!

hehe :P

:*